Colunas Crônicas K

Sou racista, vacilei, pedi desculpa, que mal tem?

Jornalista William Waack é afastado de suas atividades na Rede Globo após o vazamento de um vídeo com teor racista
Sou racista, vacilei, pedi desculpa, que mal tem?
Jornalista William Waack é afastado da Rede Globo (Foto: Reprodução)

Que é assunto clichê e já rebatido diversas vezes, nós sabemos, mas nunca é demais conscientizar as pessoas que ainda acham que uma cor difere uma pessoa da outra. E quando isso acontece dentro de um ambiente de trabalho, propriamente na área do jornalismo, que era pra ser um lugar desconstruidor, aí a coisa pesa, principalmente quando se tem provas e só resta, ao racista, pedir desculpas pela gafe. 

Rolou um vídeo essa semana, onde um dos maiores comunicadores da televisão e da Rede Globo, William Waack, se incomoda com um barulho na rua minutos antes de começar o jornal, então as câmeras gravam o comentário que ele faz com o colega ao lado, que era pra ser sigiloso, e diz que isso é coisa de “preto”. Como assim gente? 

É inadmissível que uma pessoa como ele, que era para ser um exemplo de profissional, e até ontem uma inspiração pra mim porém não mais, tenha um pensamento tão pré-histórico, ele como ninguém deveria saber o sofrimento que um negro passa até hoje no Brasil, saber que nossa história foi construída a partir de muita luta entre essa raça tão desmoralizada e injustiçada, até os dias de hoje, em todos os quesitos. E mais, todo brasileiro tem uma mistura de todas as raças, não existe ninguém puro. Isso está escrito nos livros de história, mesmo livro que eu, Waack e todos os jornalistas leram e aprenderam na escola antes de se formar em uma faculdade de comunicação. 

O jornalista disse que não lembrava do que havia dito, já que o vídeo faz mais de um ano que foi gravado, então ele foi afastado pela Rede Globo, enquanto não resolverem o caso. A questão é que não tem o que resolver, não é um pedido de desculpa que vai mudar o pensamento de uma pessoa racista, que acha que “só negro faz merda”, que é como o povão diz.  

Se a gente der uma rápida pesquisada, vamos ver quanta besteira uma pessoa de cor branca também sabe fazer, exemplo rápido é o próprio jornalista que acaba de sujar sua imagem e reputação ao falar claramente em um vídeo, que já viralizou mundialmente, os dizeres “Só pode ser preto”. SÓ PODE SER PRETO. Sério, isso é revoltante, uma grande pena que esse homem ultrajante, com um currículo de dar inveja, tenha esse pensamento em pleno ano de 2017. Waack, você não me representa. Perdão a gente pede quando quebra um copo de vidro da nossa mãe, e não quando a gente fere uma moral. 

 

*Karla Sthéfany é jornalista e fotógrafa do Fama VIP Online. “Crônicas K” são quinzenais e as quintas-feiras. 

Karla Sthefany Lima

Jornalista e Fotógrafa do site de notícias e entretenimento Fama VIP Online.